• Categorias
  • O Fantasma da Traição



    Sempre senti calafrios só de pensar em traição, nunca me imaginei traindo e não fazia a menor ideia de qual seria minha reação se fosse traída. A única coisa que eu tinha era uma certeza incontestável de que nunca perdoaria uma traição, eu acreditava que mesmo querendo perdoar eu não conseguiria. E não digo traição apenas no sentido de ficar com outra pessoa, mentir, enganar, essas atitudes podem ter o mesmo efeito, como está descrito no dicionário Aurélio, traição significa deslealdade.
                    
    Eu sentia muito medo de que um dia isso acontecesse comigo, mas achava que se rolasse eu nunca receberia o impacto de uma vez só, pensava que aconteceria como nas novelas quando o traído recebe uma carta anônima ou o traidor repentinamente fica agindo de uma maneira muito estranha. Infelizmente as coisas não são assim na vida real.
                    
    Eu estava saindo com um garoto há uns quinze dias, estávamos naquele clima gostoso de início de relacionamento, eu gostava muito dele e sabia que ele não era só mais um cara. Nós ainda não estávamos namorando oficialmente, mas um dia durante uma conversa ele me disse que não ficaria com nenhuma outra pessoa enquanto estivesse comigo. Achei tudo aquilo lindo, ainda mais pelo fato de a iniciativa ter partido dele. Para chamar o que estava acontecendo entre nós de namoro só faltava o pedido.
                    
    Tudo estava perfeito, até que numa tarde de sábado eu recebi uma mensagem que fez o meu corpo todo tremer “Precisamos conversar.”. Qualquer um sabe que receber uma mensagem assim geralmente é sinal de que não vem coisa boa por aí. À noite, eu e o Marcelo* nos encontramos e ele já foi logo falando o motivo da conversa, ele tinha me traído.
                    
    Meu mundo desabou quando ouvi aquelas palavras, nossa relação tinha durado pouco mais que a metade de um mês, mas já significava muito para mim. Ele disse que estava muito arrependido e que não sabia por que aquilo tinha acontecido. Disse também que me amava muito e que não me trocaria por ninguém nesse mundo.
                    
    Em meio às minhas lágrimas eu podia sentir que tudo o que ele estava me dizendo era sincero, não sei como, mas algo dentro do meu coração me dizia isso. Eu estava muito triste com tudo aquilo e decepcionada com o Marcelo, mas não sentia vontade nenhuma de terminar com ele, estranho né? Mais estranho ainda foi quando eu disse que nós ainda gostávamos um do outro não tínhamos motivos para terminar.
                    
    Mesmo abalada emocionalmente, eu tomei uma decisão da qual nunca me arrependi. Perdoar o Marcelo foi uma das melhores coisas que eu já fiz, se não tivesse agido assim teria perdido a oportunidade de viver um amor muito lindo.
                    
    Não acho que você deve sair por aí relevando as atitudes de qualquer cara que te enganar, mas acredito que você não deve se prender a tabus porque nem toda traição é imperdoável. Cabe somente a você e ao seu bom senso decidir quem merece ou não uma segunda chance.

    *Os nomes foram trocados.
    COMENTÁRIOS DO FACEBOOK
    COMENTÁRIOS DO BLOGGER

    0

    Postar um comentário



     
    Copyright © Blog da Vanessa | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO