• Categorias
  • O Homem Perfeito


    Sempre tive uma certa aversão a dias dos namorados, e não pensem que isso é apenas recalque de mulher amargurada, o problema é que essa data não é nada democrática. Na páscoa todos ganham ovos de chocolate. Professores, mãe, irmãos, amigos próximos e não próximos, ninguém fica de fora. No natal também, todos ganham presentes, nem que seja só uma lembrancinha. Mas no dia dos namorados não é assim, você só pode comemorar se tiver um companheiro, se estiver solteira, nada feito.

    É claro que existem as garotas bem resolvidas que nem ligam para a data. Assistem romances água com açúcar, saem com as amigas ou até mesmo sozinhas. Infelizmente, não faço parte desse time. Sou daquele grupo de garotas que tem seu lado sentimental fortemente afetado pela data. Só ouço músicas melosas e involuntariamente começo a enxergar amor por todos os lados. Até um olá sorridente de um vendedor qualquer pode me parecer romântico.

    Quem não sofre desse mesmo mal, provavelmente irá me taxar como dramática, mas por favor, não me julguem assim, é que essas coisas do coração não são facilmente compreendidas por quem as observa pelo lado de fora. Enfim, vamos parar com tantas lamentações, já que não posso ter o meu tão sonhado namorado de carne e osso ao meu lado, dedicarei meu tempo ocioso para imaginar o homem perfeito.

    Ele seria lindo (não que beleza seja o mais importante, definitivamente não é, só achei que essa era uma boa maneira de começar o parágrafo). Se parecer com o Antonio Banderas ou o Hugh Jackman seria suficiente. O homem perfeito seria muito educado, daqueles que abrem a porta do carro e tocam a campainha ao invés de buzinar na frente da casa. Ele também seria romântico, me ligaria no meio do dia só para escutar a minha voz e me mandaria um sms de madrugada para dizer que me ama. Ele saberia que não precisava me dar presentes caros, que um buquê de flores do campo seria suficiente para que eu ficasse um pouco mais feliz.

    Sinto constatar que esse mundo não é cor de rosa, nós não vivemos um conto de fadas e o príncipe encantado está em uma dimensão bem distante da nossa, em um universo imaginário. Esse tal homem perfeito não existe, e mesmo que existisse ele não ficaria comigo, pelo simples fato de que eu não sou a mulher perfeita. E como mulher imperfeita que sou, acabo percebendo que no fundo eu não preciso dos traços latinos do Antonio Banderas, nem do buquê de flores do campo. Porque homem perfeito de verdade é aquele que te ama e que faz seu coração disparar mesmo quando quilômetros de distância separam vocês.
    COMENTÁRIOS DO FACEBOOK
    COMENTÁRIOS DO BLOGGER

    0

    Postar um comentário



     
    Copyright © Blog da Vanessa | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO