• Categorias
  • Passa e Fica


    Ela poderia ser só mais uma dessas garotas que passam repentinamente pela nossa vida e só atraem olhares. Uma dessas paixonites que a gente arranja casualmente, dentro de um ônibus, com quem planejamos uma história com “era uma vez” e “felizes para sempre”, mesmo sabendo que o amor de contos de fada só dura até a próxima parada.
                   
    Podia ser confundida com a corriqueira dupla rostinho bonito e corpo escultural, mas só os tolos não enxergariam tudo o que ia além disso. Os olhos enfeitiçados que me faziam querer entrar e me afundar cada vez mais naquele emaranhado de castanho e tons de mel, as curvas nas quais eu poderia me perder por infinitas horas, e os lábios, ah os lábios, eu abdicaria de qualquer outro prazer carnal ou espiritual por eles.
                   
    Nós poderíamos ter sido só mais um namorico de colégio, desses que só servem pra gente aprender uma das maiores verdades da vida: Ninguém morre de amor. Poderia ser só a primeira, ou só mais uma. Apenas uma foto numa moldura empoeirada, uma carta esquecida no fundo de uma gaveta, uma lembrança que habita aonde não se consegue tocar, aonde nada mais se modifica.
                   
    Ela poderia passar, como tantas outras coisas nessa vida passam. Ser só uma recordação, mas decidiu ficar, pra valer. Tinha potencial parar ser só passado, mas decidiu ser presente e futuro, queria ocupar todos os tempos, todas as dimensões. Ser o ontem, o hoje, o aqui, o agora, o dia a dia e o às vezes. Acabou se tornando o sempre.
                   
    Talvez ela se transformasse numa das maiores tristezas, mas foi uma das melhores alegrias. Podia ser uma tempestade, dessas que destrói tudo, mas foi bonança. Poderia ter entrado correndo e, sem muita pretensão, garantido sua vaga nesse coração que se sentia vazio, solitário, mas preferiu chegar de mansinho, como quem não quer nada, como uma visita que está só de passagem e não quer incomodar. Mas incomodou, e foi pegando um lugar aqui, outro ali, até preencher tudo e se tornar uma parte inseparável do corpo e da alma. Algo em tudo que passa, fica. Felizmente, ela ficou.


    *Esse texto foi inspirado na música Passa e Fica da banda Scracho.
    COMENTÁRIOS DO FACEBOOK
    COMENTÁRIOS DO BLOGGER

    4 ♥

    1. Nossa seu texto ficou muito bom, estava ainda agora a tocar essa canção, uma das que eu mais gosto e no momento em que estou esse texto mexeu comigo, muito bom.

      ResponderExcluir
      Respostas
      1. Ela também é uma das minhas preferidas do Mundo a Descobrir...

        Excluir
    2. Maravilhoso!!! parabens .

      ResponderExcluir



     
    Copyright © Blog da Vanessa | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO