• Categorias
  • Exposição na internet e ofensas. Você não é obrigada(o)!



    Ontem assisti a um vídeo muito interessante postado pelas meninas do canal Chell and Mar. O vídeo em questão, basicamente, questionava se alguém que decide se expor na internet (independente de ser ou não uma pessoa pública) automaticamente se sujeita a receber todo tipo de julgamentos que decorrerem dessa exposição. Será que uma garota que posta uma foto de biquíni se submete a receber qualquer tipo de comentários sobre seu corpo? Será que uma pessoa pública que usa a internet para se aproximar do seu público precisa aceitar qualquer observação que fizerem a respeito de seu trabalho ou dela mesma?

    Depois que vi o vídeo li alguns tweets relacionados ao BBB. Para quem não acompanha o programa eu farei um resumo bem rápido. Durante uma festa algumas garotas estavam dançando e um homem ficou sentado durante um tempo observando. Outra mulher que via tudo pelo lado de fora se sentiu ofendida por julgar como desrespeitosa a maneira como o participante olhava para as meninas. Isso deu início a uma discussão que ainda rendeu muito dentro do programa. Os tweets diziam que era irônico uma pessoa que aceita ir para um reality show reclamar por estar sendo observada. Será que alguém que decide ir para o BBB se sujeita a ser observado de qualquer maneira e em qualquer contexto?

    Ninguém assina nenhum tipo de contrato antes de começar a usar a internet, mas essas regras de comportamento que ninguém sabe quem inventou estão sempre aí para nos assombrar e até existe um patrulha bem rigorosa que faz questão de fiscalizar o cumprimento delas. Há quem reclame desse tipo de discussão e diga que hoje em dia tudo na internet vira “mimimi”. Eu comemoro e torço muito para que a problematização continue e que tudo vire “mimimi” mesmo, porque não somos obrigados a aceitar nada que nos ofenda ou nos oprima de nenhuma forma.

    A garota que posta foto de biquíni não é obrigada a aceitar comentários ofensivos de quem se esconde atrás da máscara do “era só um elogio” e a garota que está fora dos padrões de beleza impostos não é obrigada a receber críticas de quem acha que pode ditar regras sobre a aparência alheia. A pessoa que se torna pública não é obrigada a aceitar pessoas depreciando seu trabalho ou dando palpites sobre sua vida o tempo todo. Já é incômodo ter alguém apontando o dedo para você e opinando sobre a sua vida, agora imagine o desconforto de se ter centenas de dedos apontados e palpitando o tempo todo? Pensando assim dá até pra entender quem se cansa e decide abandonar de vez a vida pública.

    Reproduzindo aquela frase que é tão usada nas redes sociais eu digo: você não é obrigada! Não é obrigada a se sentir oprimida e abaixar a cabeça diante de um assédio só porque se dispôs a estar em um programa onde é vigiada 24 horas por dia. Você não é obrigada a aceitar calada comentários ofensivos só porque decidiu compartilhar uma parte da sua vida com outras pessoas através das redes sociais. E uma dica: essa desculpa de usar sinceridade para justificar uma postura grosseira já deu. Respeito continua sendo respeito, dentro da internet e fora dela.
    COMENTÁRIOS DO FACEBOOK
    COMENTÁRIOS DO BLOGGER

    0

    Postar um comentário



     
    Copyright © Blog da Vanessa | Todos os direitos reservados | Desenvolvimento por VR DESIGN :: VOLTE AO TOPO